Log in

Câmara inicia votação nominal de denúncia contra o presidente Michel Temer

denúncia,Michel Temer

Após a fala dos líderes dos partidários e blocos, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), deu início à votação do parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, que é contrário à admissibilidade da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer.

Ao todo, 17 partidos indicaram voto favorável ao parecer da CCJ, ao seja, para rejeitar a abertura de processo contra o presidente da República. A soma dos deputados dessas legendas que orientaram voto favorável chega a 317 parlamentares. Por outro lado, oito partidos orientaram voto contrário ao parecer da CCJ. Essas bancadas totalizam 179 deputados.

No entanto, vários parlamentares de partidos aliados ao governo devem contrariar a orientação dos líderes e votar contra o relatório, ou seja, a favor da admissibilidade da denúncia. Diante disso, os líderes governistas admitem que terão em torno de 270 votos para o arquivamento da denúncia.

Orientaram voto contra a denúncia e a favor de Temer: bloco formado Pode, PTdoB e PP (64) PMDB (63), PR (40), PSD (38) , DEM (31), o bloco PTB/Pros/PSL/PRP (25), PRB (22), SD (14), PSC (10), PHS (7) e PEN (3).

Os partidos que orientaram voto a favor da denúncia e contra Temer: PT (58) , PDT (18) , PCdoB (10), PSOL (6) Rede (4) e PMB (1). O PSDB, com 47 deputados e atualmente no comando de quatro ministérios, também orientou voto contra Temer. Mesmo caminho do PSB, com bancada de 35 deputados, e que comanda o Ministério de Minas e Energia.

O PV, com bancada de sete deputados e que comanda o Ministério do Meio Ambiente, foi a única sigla que liberou os correligionários. 

A orientação serve de referência para o votos dos integrantes dos partidos, mas cada deputado pode votar de acordo com sua convicção. Em alguns casos, os partidos fecham questão, isso quer dizer que o correligionário que desrespeitar a orientação do líderes poderá sofrer sanções.

Partido do presidente Michel Temer, o PMDB fechou questão pela aprovação do parecer e prometeu punir os parlamentares infiéis, assim como PP, PR e PSD. Já na oposição, PT e PDT são exemplos de partidos que fecharam questão pela rejeição do parecer.

A votação será nominal começando pelos deputados de Roraima. Em seguida votarão os deputados do Rio Grande do Sul; depois, os de Santa Catarina. Em seguida, a votação volta para os deputados de dois estados do Norte.

Agência Brasil

20°C

Caruaru

Partly Cloudy

Humidity: 80%

Wind: 22.53 km/h

  • 23 Sep 2017 23°C 17°C
  • 24 Sep 2017 23°C 16°C
Banner 468 x 60 px